Por Carlos da Oxum Omin Talade Oma

2020 teve início e, tão logo, videntes, cartomantes, quiromantes e adivinhos lançaram na mídia, em tom profético, os acontecimentos e tragédias de um ano novo. Eles buscam desde então, a todo custo, ganhar a simpatia e a credibilidade dos que carecem de previsões para regularem os ponteiros dos relógios das suas vidas, que nesse ano novo passará lentamente e cuja essência será da busca pelo equilíbrio e racionalidade.

Após os acertos e desacertos de 2019, o ano de 2020 vai requerer prudência, disciplina, ordem e paciência na reorganização dos planos para que sejam superados os desafios. Nada de tomar decisões precipitadas e confiar em promessas que, provavelmente, não serão cumpridas. Os engodos serão parte dos desafios de 2020. Não se iludir ou esperançar. Especialmente no campo profissional e político.

Apesar da crise, que ainda assusta o mundo, 2020 trará a oportunidade para todos se acertarem. Entretanto, para que isso aconteça é imperioso que cada um analise sua potencialidade, organize um plano de metas, acredite e vá à luta.  A vibração dos orixás regentes favorecerá o crescimento e a prosperidade. Além do mais, a vibração energética positiva do número 4, que representa a organização e a justiça, favorecerá a estabilidade e a segurança. Negativamente, porém, esse numeral trará exacerbado apego ao tradicional, sovinice, teimosia e conduta excessivamente crítica. E é aí que reside o grande desequilíbrio das forças na disputa pelo poder em 2020.

Embora o número 4, que representa o ano, nos passe a ideia do poder e da verdade, os desajustes sociais ainda prevalecerão. Porém, sob a égide da justiça e da verdade, o brasileiro superará a submissão e resgatará a sua dignidade.

Em 2020, o sol brilhará com intensidade para todos, mas quem quiser impor o seu próprio brilho a outrem sucumbirá às trevas. A luz do nosso astro-rei revelará as mentiras e as fraudes. Nada mais ficará encoberto. Tudo será revelado. Xangô e Oxalá promoverão o equilíbrio e a harmonia do ano através da revelação da verdade, não só na esfera pessoal como no âmbito social, religioso e político.

Xangô

Xangô vai ajudar na reorganização e equilíbrio da vida de cada um, bem como na expansão dos negócios entre as pessoas. Ele exigirá que cada um cumpra com os seus deveres e obrigações para que não venha sofrer as consequências dos atos impensados ou de uma vida desregrada.

A quizila entre Oxalá e Exu propiciará disputas aguerridas na política e na vida profissional, onde a esperteza não poderá sobrepor-se à inteligência e à sabedoria. Na economia e finanças, Xangô aconselha prudência e planejamento pessoal ou governamental. No zelo pelo dinheiro, Exu recomenda saber usar para não faltar.

Ou seja, o dinheiro que sai deve voltar completo ou duplicado. Nada de estripulias com o dinheiro. Na realidade, o dinheiro e a política serão dois campos que receberão a interferência de Exu. Convém não se esquecer disso e procurar agradar esse orixá para conseguir o sucesso pretendido num desses campos.

Exu ainda interferirá muito nas comunicações e jornalismo. A prática comum de se utilizar a web/internet resultará num colapso sem precedentes no mundo das comunicações. A prática irresponsável das fake news trará rompimentos e quebra de acordos comerciais e profissionais. No amor, no entanto, Xangô e Iemanjá abençoarão os encontros sentimentais e favorecerão matrimônios e filhos.

Orixás Regentes

Posição Orixá Astro/Planeta Elemento Campo

positivo

Campo negativo
Regência Xangô Ayrá Júpiter  Fogo Equilíbrio e justiça Submissão
Ajuntó Oxalá Oxaguiã Sol  Ar Luz e harmonia Trevas
Influência Iemanjá Lua  Água Paz Revoltas
Interferência Exu Bará Mercúrio  Terra Vida e alma Morte

Conforme o que se demonstra, esses orixás representam os quatro elementos da natureza que formam o quadrilátero do ano 2020, ano do sol e do fogo. Ano de xangô e oxalá.

Não significa, porém, que ainda não haja influência de outros orixás que vibram no mesmo campo energético. Iansã e Xangô (raio e trovão) trarão chuvas e darão forças para lutar e vencer; Oxum e Oxalá (ouro e cristal) propiciarão a prosperidade; Exu e Iemanjá (terra e água) alertarão para a realidade da vida; Obaluayê e Exu (doença e morte) promoverão a cura do corpo e da alma; Oxalá, Nanã e Erês (harmonia, luz e alegria) abençoarão e reunirão todas as famílias. Assim será o ano.

Embora toda uma carga energética positiva, o ano novo também trará a vibração do negativo e competirá a cada um de nós equilibrarmos esses extremos. A natureza tem seu próprio ritmo e convém que respeitemo-lo a fim de evitarmos ou suavizarmos as calamidades naturais ou humanas. Previsões apocalípticas vão de encontro ao sentido da fé e do amor. Na realidade, sabe-se que as catástrofes e os grandes acidentes muitas vezes acontecem por negligência ou imprudência.

Recomendações para 2020

 

  1. Redobrar atenção para com os pertences a fim de se evitar perdas e roubos;
  2. Não negligenciar as orações de fortalecimento e defesa;
  3. Não dar ouvidos nem atenção aos invejosos. Cuidar-se;
  4. Ser mais gentil e cuidadoso com as pessoas e toda a criação de Olorum;
  5. Zelar e cuidar do dinheiro;
  6. Ser diplomático e gentil em todas as relações humanas;
  7. Fugir das drogas lícitas e ilícitas;
  8. Não dar ouvidos à teoria da conspiração;
  9. Usar sua força do querer. “Tudo posso naquele que me fortalece”;
  10. Cuidar do planeta Terra.

*Carlos de Oxum Omin Talade Oma ou professor José Carlos de Macedo  é médium e diretor do Centro de Umbanda Cabana de Oxossi na cidade de Paulista, região metropolitana do grande Recife, e todo final de ano contribui com a Soul Brasil nos enviando suas previsões.

Facebook Comments