Image Brazucas A e1702597181313

Foto: Claudia Passos

A crescente busca por novas oportunidades, experiências culturais e uma qualidade de vida superior tem levado um número significativo de brasileiros e latinos a se estabelecerem nos Estados Unidos. Atualmente, em 2023, quase 1,9 milhão de brasileiros vivem no país. Já as projeções populacionais do U.S. Census, divulgado no mês de dezembro de 2023, também revela que, até 2060, mais de 1 em cada 4 americanos provavelmente serão latinos, e que para o Census USA, inclui a nós brasileiros. 

Mais de 42% do total de brasileiros vivendo no exterior mora na terra do Tio Sam. Entre os estados mais populares para essa comunidade, a Flórida lidera, seguida por Massachusetts, Nova York, New Jersey e Califórnia. Analisando as cidades, a Grande Nova Iorque desponta como o principal polo dos brasileiros, seguido por Boston, Miami/Fort Lauderdale, Orlando/Kissimmee e a Grande Los Angeles. 

E quais os países, além dos EUA, que concentram o maior número de brasileiros? Confira o ranking feito pelo Ministério das Relações Exteriores:

Image Brazucas D

Foto: Claudia Passos

1) Estados Unidos: 1.900.000
2) Portugal:  360.000
3) Paraguai: 260.000
4) Reino Unido: 220.000
5) Japão: 200.000
6) Espanha: 165.000
7) Alemanha: 160.000
8) Itália: 160.000
9) Canadá: 130 mil
10) Guiana Francesa: 90.000

População Hispânica nos EUA

Entre alguns dados relevantes do Census USA (2023) destacamos uma significativa mudança demográfica no país, especialmente entre as populações hispânicas na Califórnia. Entre 2010 e 2020, a presença hispânica no estado duplicou, impactando diversos setores, desde a força de trabalho até o processo eleitoral. Entre as comunidades hispânicas, os dominicanos e venezuelanos destacam-se com aumentos de 103% e 101%, respectivamente, na última década. A terceira comunidade que mais cresceu durante essa mesma década foi a dos colombianos, mas bem atrás com 33%. 

Image Latinos nos EUA Mariachi MexicanoEsse crescimento populacional de latinos é particularmente notável na Bay Area (Região de São Francisco) e na Grande Los Angeles. Enquanto os mexicanos representam a maior população hispânica na Califórnia, com mais de 12 milhões de indivíduos, seu aumento foi mais modesto nesta última década, ou seja, de 7% e indicando uma diversificação na composição da comunidade latina.

Em âmbito nacional as cinco maiores comunidades latinas dos Estados Unidos são além da mexicana aqui citada, a de Salvadorenhos com mais de 1.5 milhão, cubanos com mais de 1.4 milhão, dominicanos com mais de 1.3 milhão e guatemaltecos com mais de 1.1 milhão. 

A Califórnia, apesar de ver um aumento de 11% na população hispânica de 2010 a 2020, testemunhou uma desaceleração em comparação com décadas anteriores, influenciada pelas taxas de natalidade mais baixas entre as mães hispânicas no estado. Já o pesquisador demográfico no Public Policy Institute of California, Eric McGhee, aponta que esse fenômeno destaca a complexidade das dinâmicas demográficas e sugere uma evolução nas preferências e necessidades das comunidades imigrantes.

O estado dourado por sua vez, e em particular depois da pandemia de Covid-19,  também recebeu um grande número de brasileiros que já viviam nos Estados Unidos, mas em outros estados como a Flórida, Massachusetts  e Nova Iorque. A Flórida foi o estado que mais “exportou” brasileiros para a Califórnia

Em última análise, podemos ver que a crescente presença de brasileiros e latinos nos Estados Unidos é um fenômeno complexo e multifacetado, alimentado por uma busca incessante por novas oportunidades, experiências culturais enriquecedoras e uma qualidade de vida aprimorada. Por fim, lembramos que também existe uma parte dessa população de brasileiros nos EUA que são estudantes e que passam alguns anos e voltam ao Brasil depois de alguns anos sendo uma população de “Brazucas” temporários.

Facebook Comments