No primeiro mês de 2016, quase 70% do estado da Califórnia se encontrava em alerta de extrema seca e, devido à situação, vários condados impuseram multas altas para aqueles que fossem flagrados desperdiçando água. Os especialistas em meteorologia previam, desde 2011, a chegada do fenômeno “El Nino” que, por características naturais, poderia resolver os problemas de seca após vários invernos sem chuva.

O “El Niño”, no entanto, chegou sem força e com poucas chuvas até 2016. Meteorologistas chegaram a anunciar a chegada da “El Niña” já que após um longo tempo de seca notaram o fenômeno do “El Nino” se expirar. As boas notícias começaram a dar sinal no outono de 2016, em meados do fim do deste ano, e se concretizaram na primeira semana de 2017.

A partir do início de 2017, vários “rios atmosféricos” carregados com águas de zonas tropicais do pacífico foram chegando aos EUA em várias etapas e quase em sequência, o que resultou em represas abastecidas em todo o estado (em particular as do norte, região na qual as chuvas foram mais intensas) em questão de dois meses. A partir de março de 2017 já se pode dizer que a seca no estado dourado, pelo menos por vários meses, já é coisa do passado.

Depois de inundar campos de cultivo, provocar deslizes de morros, desalojamentos de famílias e, inclusive, algumas mortes no estado, o sinal de alerta foi para a “gaveta”. A previsão é que as estações de esqui do Califórnia estejam abertas até o feriadão de 4 de Julho, dia da independência norte-americana.

O Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos divulgou que as últimas tempestades e a intensidade das chuvas são similares à tormenta invernal de 2005 que houve no estado que, como consequência, provocou transbordamentos de rios, deslizes de encostas de morros, muitos danos ao estado e, inclusive, a morte de mais de uma dezena de pessoas. O fenômeno conhecido como “Pineapple Express” ocorre durante o inverno na costa oeste americana e é considerado normal, porém a intensidade de chuvas e o acúmulo de água previsto para as últimas frentes frias, assim como o ocorrido no inverno de 2005, passam do que pode ser considerado normal.

Qualifique-se, Pois Você Pode Receber uma Indenização

No final de fevereiro de 2017, e após dois meses de fortes chuvas no estado, autoridades do condado de Los Angeles fizeram um pedido aos seus residentes: que reportem qualquer dano que possam ter sofrido pelas respectivas tormentas. As pessoas afetadas pelas tempestades devem ligar para o número 211 para informar as autoridades sobre possíveis danos em suas residências ou negócios. O objetivo da ação é poder medir o impacto das chuvas locais, além de dar uma oportunidade a algumas pessoas de receberem alguma indenização pelos estragos provenientes das fortes chuvas.

Facebook Comments