Um projeto ambicioso envolvendo sustentabilidade, impactos sociais e moradia será colocado em prática nos EUA. O arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels e o bilionário Marc Lore – ex-executivo do Walmart – estão planejando a construção absolutamente do zero de uma cidade totalmente sustentável.

A novidade foi divulgada no twitter pelo escritório de arquitetura de Ingels, o Bjarke Ingels Group (BIG), e causou curiosidade dos seguidores. O nome escolhido para a cidade foi “Telosa” e ela será construída em um local desocupado de 60 mil hectares na região oeste dos Estados Unidos.

Em um comunicado pelas redes sociais, os arquitetos deram mais detalhes do projeto. “Nossa visão é criar uma nova cidade na América que defina um padrão global para a vida urbana, expanda o potencial humano e se torne um modelo para as gerações futuras”.

Como será construída do zero, a cidade poderá se tornar “a mais sustentável do mundo”, afirmou Lore. Isso inclui materiais de construção ecológicos usados ​​em toda a arquitetura da cidade e veículos e aeronaves elétricas autônomas.

“As ruas de Telosa priorizam bicicletas e pedestres. Carros autônomos lentos compartilham a rua com segurança com as pessoas e a natureza”, disse o comunicado.

Telosa terá uma arquitetura completamente ecológica, com sistema de água supostamente resistente à seca e energia sustentável. A cidade será repleta de vegetação – inclusive pelos edifícios que serão cobertos por plantas – e não serão permitidos veículos que utilizem motores a combustão.

O projeto tem uma primeira fase de construções avaliada em U$25 bilhões. Para a conclusão de Telosa, estima-se um gasto de cerca de U$400 bilhões.

A preocupação social e ambiental foi o que impulsionou o projeto visionário que ficará em um local atualmente vazio, como Nevada ou Idaho, e se tornará o lar de uma população de 50 mil pessoas em 2030. Nas próximas quatro décadas, no entanto, o número deve crescer para cinco milhões.

“As cidades hoje não são inclusivas, justas, abertas ou sustentáveis. Há falta de moradia, escassez de água e falta de transparência do governo como alguns dos problemas que os moradores enfrentam atualmente”, revelou o comunicado. “A missão da Telosa é criar um futuro mais justo e sustentável. Essa é a nossa Estrela do Norte”, finalizou.

Facebook Comments