car model calculator coinsO aumento constante dos custos do seguro automotivo está se tornando uma preocupação crescente nos Estados Unidos, não apenas para os proprietários de veículos, mas também para economistas e observadores do mercado. Este fenômeno está tendo um impacto significativo na inflação do país, contribuindo para uma escalada dos preços em diversos setores.

Em março deste ano, os preços do seguro automotivo aumentaram 2,7% em relação ao mês anterior e 22,2% em relação ao ano anterior, de acordo com dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). Essa tendência persiste desde dezembro de 2021, contribuindo diretamente para a aceleração da inflação nos EUA. Apesar de representar apenas 2,85% do IPC, o seguro automotivo tem sido um dos principais impulsionadores dos custos para os consumidores.

O que está por trás do Aumento?

Vários fatores estão convergindo para impulsionar os custos do seguro automotivo. A pandemia de COVID-19 piorou a situação, resultando em preços historicamente altos para veículos novos e usados.

Além disso, a escassez na cadeia de suprimentos aumentou o custo de reparo dos veículos, enquanto os avanços tecnológicos introduziram componentes mais caros nos carros, como microprocessadores e sensores. Danos que antes seriam relativamente simples de reparar, como para-choques de plástico, agora envolvem sistemas eletrônicos complexos, elevando significativamente os custos de reparo.man try fix car engine problem

Os aumentos nos custos do seguro automotivo têm sido sentidos tanto por consumidores quanto por empresas do setor. Os custos crescentes levaram as seguradoras a aumentar as taxas, afetando a satisfação do cliente.

De acordo com a empresa de análise de dados J.D. Power, as seguradoras automotivas perderam em média 12 centavos em cada dólar de prêmio arrecadado em 2022, o pior desempenho em mais de 20 anos. Os seguros são precificados com base em tendências de perdas atuariais, refletindo os aumentos nos custos de reparo e substituição de veículos.

Perspectivas Futuras na Indústria de Seguros

Diante dos crescentes custos, as seguradoras estão adotando novas abordagens, como programas de seguro baseados no uso (UBI), que ajustam as apólices com base no comportamento do motorista. O uso desses programas mais que dobrou de 2016 a 2023, com 17% dos clientes de seguros de automóveis participando de tais programas.

Além disso, a satisfação do cliente entre os participantes é significativamente maior – uma média de 59 pontos a mais. Ainda com base na pesquisa da JD Power, seguradoras como Geico, Progressive, State Farm e, principalmente USAA, têm sido bem avaliadas pelos clientes em seus programas UBI.

Os custos crescentes do seguro automotivo estão se tornando um desafio significativo para os consumidores e para a indústria de seguros como um todo. Enquanto os aumentos nos preços continuam a impulsionar a inflação, as seguradoras estão buscando soluções inovadoras para atender às demandas dos consumidores em um ambiente econômico desafiador.

No entanto, fica claro que a interseção entre tecnologia, custos de reparo e tendências de mercado está moldando o futuro do setor de seguros automotivos, exigindo adaptação e inovação contínuas para enfrentar os desafios que se apresentam.

Facebook Comments