O Los Angeles Brazilian Film Festival 2020 encerrou as inscrições para a 13ª edição do evento no dia 20/08. A data era válida tanto para os filmes quanto para os videoclipes – que farão parte da competição de music video, o Los Angeles International Music Video Festival (LAMV), fundado ano passado dentro do LABRFF.

Todas as categorias podem ser conferidas nas respectivas páginas do LABRFF e do LAMV no FilmFreeway, onde as inscrições foram realizadas. “Vivemos um ano atípico, e recebemos muitos pedidos para a extensão do prazo para realizar as inscrições, por isso decidimos por mais alguns dias”, explica Meire Fernandes, fundadora do LABRFF.

Além do evento este ano acontecer online, devido à pandemia, o LABRFF anunciou em suas redes sociais uma campanha de financiamento coletivo no site Benfeitoria. Após 12 edições já realizadas, projetando os talentos brasileiros para a indústria americana, conectando pessoas e gerando negócios, o festival também se viu atingido pela situação que passa o setor cultural brasileiro, agravada ainda mais pela pandemia do novo coronavírus.

O objetivo da campanha é custear equipe e divulgação, para que os resultados sejam otimizados para todos que participarem do evento. “Nós criamos uma forma de solicitar o apoio de todos que sabem da importância do nosso festival para o cinema brasileiro, e ao mesmo tempo garantir a participação dessas pessoas no LABRFF 2020. Há uma cota de patrocínio que dá ao benfeitor o acesso aos cinco dias do evento em outubro. Ou seja, a participação das pessoas no LABRFF este ano é tudo que precisamos para que possamos seguir fazendo mais pelo cinema brasileiro” explica a fundadora do LABRFF.

Desde 2008 abrindo espaço para o cinema brasileiro em Los Angeles, o Los Angeles Brazilian Film Festival realiza este ano uma versão online do festival, por conta da pandemia do novo coronavírus. O evento será realizado de 21 a 25 de outubro na plataforma Filmocracy, que além de hospedar o festival, manterá de forma permanente o canal LABRFF On Demand. Por meio dessa novidade os realizadores poderão distribuir seus filmes online, sem custos adicionais, pelo sistema de revenue share (participação nos lucros).

Facebook Comments