Vários ocupantes de cargos públicos, incluindo governadores, prefeitos e legisladores de 46 estados dos Estados Unidos, pediram ao Congresso, no dia 6 de abril (2019), que aprovem uma legislação para proteger de forma permanente os que possuem o TPS (Status de Proteção Temporária), assim como o DACA (os jovens “sonhadores”). O pedido inclui mais de 250 legisladores estaduais, 16 governadores, 20 procuradores-gerais, quase 100 prefeitos além de quase 100 funcionários locais eleitos em 46 estados da nação.  Eles assinaram uma carta aberta para pedir soluções legislativas para os imigrantes que vivem uma situação pendente já há muito tempo.

Parte do texto diz “Estamos convictos de que chegou o momento para que o Congresso dê uma proteção permanente e inicie o caminho para conceder cidadania aos “sonhadores” e aos beneficiados de programas como o TPS”.  O pedido surgiu por conta da decisão do governo Trump de pôr fim aos programas DACA (Ação Diferida para Chegadas na Infância e TPS”, disse em comunicado o America’s Voice, grupo que promove a iniciativa. “Estas pessoas e suas famílias têm um papel integral nas nossas comunidades, fazem contribuições importantes a nossas escolas, lugares de trabalho e compartilham a prosperidade da nossa nação”, defenderam os signatários.

Os “sonhadores” do DACA são os jovens imigrantes ilegais que chegaram aos EUA na infância e se beneficiavam do programa que dava alívio a estudantes esforçados e que absorveram o idioma e a cultura americana. O programa está atualmente bloqueado e à espera de várias resoluções judiciais serem aprovadas.

Mais recentemente Trump manifestou também a intenção de retirar as permissões aos beneficiados do programa TPS, que era aplicada para aqueles imigrantes procedentes de zonas em conflito ou vítimas de desastres naturais como El Salvador e Nicarágua. Estima-se que esta decisão poderia afetar mais de 1 milhão de pessoas, entre elas 700 mil “sonhadores” e 400 mil imigrantes amparados pelo TPS, muitos dos quais vivem há décadas nos Estados Unidos e com filhos nascidos no país.

Entre os signatários da carta estão os prefeitos das duas maiores cidades do país, Nova York e Los Angeles. Em comunicado de imprensa, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse: “A cidade de Nova York foi construída, tijolo a tijolo, por imigrantes como a minha avó, que veio para cá com pouco mais do que um sonho. Os sonhadores e outros imigrantes que vêm para cá em busca de uma vida melhor merecem as mesmas oportunidades que a minha família recebeu”.  Já o prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, se expressou dizendo: “Washington precisa parar de brincar com as vidas de milhões de nossos moradores, professores, estudantes, trabalhadores e empresário de pequenas empresas”.

Facebook Comments