Image Viajando Pelo MundoTodos querem encontrar voos baratos, mas os especialistas em viagens sabem que encontrar ofertas exige mais do que inserir suas datas de partida e chegada e clicar em “comprar”. Existem várias estratégias de reserva, mas algumas – mesmo aquelas que você pode estar usando, estão completamente desatualizadas.

“As ‘regras’ de viagens evoluem conforme a própria viagem evolui”, disse  a brasileira  Magali DaSilva, agente de viagens com mais de 25 anos de experiência e residente na Califórnia há três décadas.

“Não só existem mais opções para os consumidores, como as operadoras de baixo custo em crescente número de mercados e novas classes de tarifas, como economia básica. Mas também há muito mais transparência em torno dos preços dos voos que não existia antes”, disse Magali. Essa transparência ajuda a desmontar os mitos de viagem comuns, que, segundo a especialista, impediram que você economizasse até US $ 300 em voos em 2019. Aqui, selecionamos oito erros comuns na hora de reservar um voo:

1. Reservar sempre a tarifa mais barata

Nos Estados Unidos, empresas aéreas como a United, American e a Delta oferecem tarifas econômicas básicas – que são mais baratas que a classe econômica padrão – mas que não permitem que o passageiro leve bagagem de mão, troque a passagem ou escolha o assento. Essas tarifas podem parecer a opção de voo mais barata, mas você terá que seguir as regras ou antecipar o pagamento de um valor extra por itens incluídos na tarifa econômica. Se você tem malas ou precisa se sentar com um membro da família (ou odeia o assento do meio), você pode economizar dinheiro ao reservar antecipadamente a tarifa econômica padrão.

2. Adiantar ou atrasar a reserva

A crença de que é possível encontrar a melhor tarifa comprando voos o mais cedo possível está desatualizada. Você pode reservar voos 10 meses antes da partida, mas este não é o momento de reservar se quiser o menor preço. Reservar com mais de seis meses de antecedência pode custar caro, pois as companhias aéreas definem seus preços iniciais de maneira conservadora.

Por outro lado, reservar no último minuto ainda terá um custo extra. Os preços normalmente começam a subir nas duas semanas anteriores à viagem, e é muito improvável que você encontre um negócio melhor do que se tivesse comprado em uma data anterior. O Travel Pricing Outlook de 2019 da ARC e do Expedia Group relatou que normalmente é possível encontrar os melhores preços em reservas com três semanas de antecedência, mas para ter certeza que não perderá uma queda nas tarifas, é importante ter em mente aplicativos como o Google Flights que rastreará os voos que você deseja e o notificará quando for a hora de reservar.

3. Comprar passagem no fim de semana

Brasileiros Perdem Dinheiro e Vantagens por Nao Resgatarem Milhas Aereas scaled e1604180830837

Comprar passagens no fim de semana pode prejudicar seu bolso, mesmo se estiver dentro da programação. Ao comprar voos em horários previsíveis ou quando todo mundo estiver comprando, você prejudicará suas chances de encontrar um bom negócio. Há significativamente menos ofertas disponíveis no fim de semana para viagens domésticas e internacionais. Em vez de esperar encontrar uma oferta em um domingo ou terça-feira, defina alertas para as viagens que deseja fazer usando o tipo de aplicativo mencionado acima.

4. Evitar voos de manhã cedo

O voo noturno é geralmente considerado a tarifa mais barata do dia, mas voar às 5 da manhã é o melhor jeito de economizar. Os dados da indústria de viagens confirmam esta descoberta ao observar que os viajantes na primavera e no outono veem uma economia em voar entre 4 e 8 da manhã, já que a maioria deseja voar após as 8 da manhã e voltar para casa após uma viagem à tarde – isso significa que é mais provável que você economize se reservar um voo de volta de manhã cedo também. Os voos nesse horário têm menos probabilidade de atrasos, já que a maioria dos aviões pousou durante a noite e o espaço aéreo está relativamente silencioso. Os aeroportos também ficam menos lotados no início da manhã com os dados de tráfego do Google mostrando que os aeroportos LAX (Los Angeles) e JFK (Nova York) são mais movimentados entre meio-dia e 22h.

5. Conectar datas de viagens específicas

De acordo com o Travel Pricing Outlook 2019, os voos que partem às quintas ou sextas-feiras tendem a oferecer as taxas mais baixas (com até 10% de economia), enquanto os dos domingos foram considerados os mais caros. Embora seja importante ter isso em mente, os dias mais baratos para viajar variam de acordo com o voo e o destino.

O uso de um mecanismo de reservas permite que você compare as taxas de vários dias ou de um mês inteiro para ver quando são os dias mais baratos, mas um agente de viagens também pode fazer esse trabalho sem problemas para você, melhor, evitando dores de cabeça, economizando tempo e dinheiro. Basta dar-lhes o tempo necessário para trabalhar para você e não se apressar. Eles geralmente também são capazes de tirar vantagem dos erros da companhia aérea ou das tarifas de liquidação, resultando em bilhetes muito baratos.

6. Voar para casa antes do fim de semana

A viagem aérea é quase sempre mais barata quando você voa no meio da semana (o mesmo com hotel) e, com esse raciocínio em mente, os viajantes flexíveis geralmente voam para casa antes do fim de semana para evitar um aumento na tarifa. Dependendo de onde você vai, em alguns casos, a economia pode ser mínima, mas, por exemplo, se você estiver buscando voos internacionais, incluindo uma estada no sábado à noite e voar no domingo você economizará até 40% em média.

Image Busca Por Voos Online7. Esquecer as companhias aéreas econômicas

É fácil inserir as datas da viagem e permitir que grandes mecanismos de pesquisa façam o trabalho por você, mas se você seguir esse caminho poderá perder tarifas aéreas econômicas. Um relatório do Thrifty Nomads em 2018 relatou que a maioria das companhias aéreas de baixo custo aparece em pesquisas gerais de voos, mas há algumas exceções. Por exemplo, as tarifas da companhia aérea americana Southwest (e outras) geralmente não aparecem em aplicativos como o Google Flights. Se você sabe que uma companhia de baixo custo voa para o seu destino, vá até o site dela diretamente para ver as tarifas.

8. Não tentar hackear o voo

Se você simplesmente não está encontrando um voo acessível, pode considerar métodos alternativos de reserva, como voos para uma cidade próxima ao seu destino. Por exemplo, na área de Los Angeles, você pode voar de/para os aeroportos de Burbank ou John Wayne (Orange County) em vez do LAX ou na área de Nova York você pode voar de/para os aeroportos La Guardia ou Liberty (New Jersey). Dependendo de onde você mora, uma hora extra no carro pode economizar centenas de dólares em passagens aéreas. Outra estratégia é a passagem só de ida. A maioria das pessoas evita os bilhetes de ida, mas, em alguns casos, eles funcionam muito bem. Considere voar para um aeroporto e sair de outro e fique de olho nas vendas de companhias aéreas.

* Para passagens aéreas dos Estados Unidos para o Brasil ou América Latina, pacotes de viagens personalizados, hotéis e estadias alternativas, bem como cruzeiros nos Estados Unidos, entre em contato com nossa agente de viagens e organizadora de excursões, Magali DaSilva. Telefone / WhatsApp 1 (323) 428-1963 – e-mail: magali_at_soubrasil.com

Facebook Comments