Por Lindenberg Junior

Interior do Café Brasil 2 em Los Angeles localizado na Washington Blvd em Culver City.

Conversando com alguns donos de restaurantes de Los Angeles e outros de São Paulo, juntando certa experiência no setor e agregando meus conhecimentos de marketing e comunicador, posso dizer que os restaurantes que passam de 15 anos de existência já podem ser considerados excepcionais. Imaginem então os que funcionam há mais de cem anos?

Certamente eles oferecem além de boa comida (o que não é sinônimo de comida cara), um ambiente agradável, um atendimento atencioso, e também, alguma estratégia inteligente de marketing. Esses quatro fatores são fundamentais para criar uma clientela, e os três primeiros, para ter uma clientela fiel por vários anos.

Desses restaurantes centenários, posso citar aqui quatro estabelecidos no Brasil, e do qual, desempenham um papel importante dentro do cenário gourmet brasileiro. O Carlino em São Paulo foi fundado em 1881 e leva o nome do atual proprietário. Fechou em 2002 e foi reaberto posteriormente em 2005. Tem típica cozinha Italiana com alguns petiscos brasileiros. No Rio, o Café Lamas foi aberto em 1874 e esta localizado no bairro do Flamengo, a poucas quadras do Palácio do Catete, antiga sede da Presidência da Republica. Sempre esta lotado e serve desde o café da manha ate o jantar tarde da noite.

O Leite em Recife foi fundado em 1882 em um quiosque na beira da praia e passou a ser um dos mais requintados da Veneza brasileira. Oferece pratos de frutos do mar frescos e um delicioso bacalhau. O Gambrinus em Porto Alegre foi aberto em 1889 e começou como um bar. Em 1960 tiveram problemas e apenas em 1964, em plena ditadura, tomou fôlego e ares de cardápio português. Hoje é um ponto de referencia do turismo gaúcho.

Nos Estados Unidos, os restaurantes brasileiros começaram a plantar suas raízes na década de 70 e podemos começar mencionando o Via Brasil de Nova York que foi fundado em 1978. Localizado na “Little Brazil Street”, na West 46th Street, o restaurante hoje é uma das churrascarias brasileiras mais antigas fora do Brasil. Em Los Angeles, a cozinha brasileira começou a plantar suas raízes através do casal Marcelino & Fátima quando abriram, em Janeiro de 1991, o “simples e charmoso” Café Brasil, localizado na Venice Blvd, esquina com a Westwood Blvd, em Culver City. Em 2019, 28 anos depois, o restaurante fechou suas portas, mas existe um número 2 que continua ativo e do lado do Motel Brasil, na Washington Blvd, também em Culver City.

Churrasqueira no By Brazil de Torrance

Churrasqueira no By Brazil de Torrance

No mesmo ano, cinco meses depois, o formato de churrascaria chegava à área da “Grande” Los Angeles através do empresário gaúcho Valdir Souza, que fundou em Torrance o “By Brazil”. O restaurante foi vendido alguns depois para o casal de irmãos Brasileiros/Coreanos Stefano & Sophia Kang, e mais recentemente, em 2015, o restaurante reabriu após uma reforma, sob a tutela da carioca Aninha, proprietária do mercado brasileiro “Brasil Mania” também de Torrance. O restaurante é uma referência de churrasco na região de “South Bay” em Los Angeles assim como outros restaurantes brasileiros que surgiram no “boom” do churrasco brasileiro nos Estados Unidos.

Por falar de referência em Los Angeles, não podia deixar de mencionar o Zabumba que foi fundado pelas irmãs Carla & Monica Burgos em Fevereiro de 1994. Naquele mesmo ano, em junho e julho, durante a Copa de 94, o restaurante iria receber personagens ilustres do futebol brasileiro como o “baixinho” Romário e o “rei” Pele, e se tornou o “quartel general” Brasileiro dos seguidores da canarinha rumo ao Tetra. Anos atrás o Zabumba fechou as portas pelo motivo da morte catastrófica de sua proprietária Monica Burgos, que foi assassinada pelo seu marido e famoso produtor de um “reality show” na televisão americana, em Cancun, México.

Para concluir esse artigo, gostaríamos de frisar que todos os lugares mencionados aqui, com exceção do Zabumba, continuam abertos e em atividade, e fazem parte da história, de uma forma ou de outra, da internacionalização da comida e da cultura do Brasil.

Facebook Comments