À medida que os Estados Unidos tentam voltar pouco a pouco à normalidade com a abertura gradual da economia – mas em diferentes estágios variando para cada estado ou condado – surge uma pergunta entre pessoas que utilizam empregados para  diferentes tipos de serviços domésticos em seus lares, como babás, faxineiros, encanadores, etc. “Seria seguro  permitir que esses tipos de trabalhadores venham até a minha casa?”.

Somente nos EUA, cerca de 2,2 milhões de pessoas, a maioria mulheres, são trabalhadores “domésticos” independentes, de acordo com o Economic Policy Institute. A pandemia provocou paralisações e pedidos de distanciamento social, e cerca de 70% desses tipos de trabalhadores ficaram sem seus salários ou pagamentos.

Colocamos o tema em questão principalmente porque existe uma grande quantidade de brasileiros(as) que trabalham de forma independente com esses serviços aqui na Califórnia e no resto do país.

Porém também é possível inverter a pergunta e questionar se o maior risco não seria para os proprietários, mas sim para esses tipos de trabalhadores independentes – ou mesmo que trabalham para companhias que prestam esses tipos de serviços.

E não fica difícil raciocinar sobre o porquê. Esses tipos de trabalhadores (como uma espécie de diarista no Brasil) costumam visitar várias casas em um único dia, aumentando suas chances de se contagiar. Shan Soe-Lin, um professor da Universidade de Yale e diretor da Pharos Global Health Advisors, uma organização sem fins lucrativos que aconselha comunidades e empresas sobre como “reabrir com segurança”, disse que “há muito mais evidências de que esses trabalhadores essenciais que estão em contato frequente com as pessoas ficam doentes – e não os clientes”.

No caso dos proprietários de casas ou apartamentos que necessitam do serviço, dois conselhos básicos: 1) Saia de casa quando esse tipo de diarista ou trabalhador chegar ou, se isso não for possível, não se exponha e busque estar esse tempo em um lugar fechado, como no seu quarto ou uma sala de leitura; e 2) Abra o maior número possível de janelas e portas para melhorar a ventilação.

Os empregadores domésticos também devem fornecer luvas e máscaras aos trabalhadores e solicitar que os mesmos sejam usados dentro de casa – quando possível, pois no caso de um eletricista ou encanador eles podem achar que as luvas dificultam a conclusão do trabalho. Máscaras e luvas também ajudam e muito os trabalhadores na disseminação do vírus em um tipo de ambiente fechado.

No caso dos trabalhadores é uma situação complicada porque muitos deles não são cidadãos e não puderam receber o seguro ou ajuda do governo americano e precisam trabalhar para pagar suas contas. Por outro lado, o risco, como mencionamos mais acima, é bem maior para esses trabalhadores do que para os donos de casas. Muitos desses trabalhadores não trabalharam nos meses de março, abril e maio, e alguns estão voltando aos poucos em junho, mas o perigo ainda é eminente.

.

Facebook Comments