No sábado (31), em pleno Halloween, um evento raro, chamado de Lua Azul, acontecerá e vai poder ser visto de qualquer lugar do mundo. A lua na verdade não é azul, é uma lua cheia, como qualquer outra, da cor que a maioria das luas cheias são vistas: cinza claro, branco leitoso ou prateado.

Mas esse fenômeno é raro por acontecer duas vezes em apenas um mês, quando o normal, é que aconteceça apenas uma. O ciclo lunar, período em que ocorrem todas as fases da Lua, se repete a cada 29,5 dias ou mais.

Duas coincidências são necessárias para que o fenômeno da Lua Azul aconteça: a primeira lua cheia precisa ocorrer no primeiro ou segundo dia do mês, e este mês precisa ter 31 dias. Assim, é provável que apareça uma segunda lua cheia, a azul.

Este evento cósmico é incomum e acontece a cada 2,5 anos. A última vez que isso aconteceu foi em 31 de março de 2018. Neste ano, ela aparecerá no céu na noite de 31 de outubro a 1 de novembro, quando muitos países celebram o Halloween. No México, o dia marca o começo do festival do Dia dos Mortos.

Até o fim do ano, a lua deve presentear a Terra com outras lindas visões. Em 30 novembro, ocorre a Beaver Moon ou Lua do Castor, caracterizada por aparecer em um período onde castores iniciam construções de barragens para se protegerem. Para fechar os eventos celestiais com chave de ouro, em 30 de dezembro ocorre a Cold Moon ou Lua Fria, que representa os períodos longos, frios e escuros do inverno.

Facebook Comments