Um metaverso é basicamente mundo virtual no qual as pessoas podem se encontrar e interagir umas com as outras. Na verdade, a tecnologia está sendo desenvolvida para preencher a lacuna entre o nosso mundo analógico e os digitais com os quais em breve estaremos interagindo.

Mas como será a vida em um metaverso? Ainda não sabemos. No momento, o foco geral está em jogos baseados no metaverso. Mas haverá metaversos onde podemos trabalhar, fazer reuniões, participar de eventos ao vivo e até mesmo assistir a shows e competições esportivas.

E isso nos leva a um questionamento: como seremos representados nesses metaversos? Até o momento, a interação em um metaverso tem sido em grande parte por meio do uso de um avatar. Este é um personagem gerado por gráficos de computador com capacidade e características que podem ser únicas para cada participante.

No entanto, conforme o espaço amadurece, os metaversos terão a capacidade de suportar imagens holográficas do mundo real. Nosso avatar pode ser uma representação holográfica de nós mesmos, exatamente como nos vemos na vida real.

Talvez você tenha ouvido falar em metaverso por causa do nome “Facebook”- que mudou de nome recentemente – e agora, não só ele, como todos os serviços que domina, como whatsapp e instagram, agora possuem o nome “Meta”. Claro, eles estão de olho nesse novo mundo metaverso, mas aqui vamos lembrar que há uma empresa pronta para tornar o que mencionamos acima em realidade.

A 8i é uma empresa de tecnologia de hologramas líder em seu segmento e desenvolveu uma tecnologia que pode capturar a vida real em 3D e converter esse vídeo em imagens holográficas em tempo real.

Tudo começa com um estúdio equipado com câmeras de alta definição carregadas com tecnologia de visão computacional. A partir daí, a 8i aplica uma forma de inteligência artificial (IA) chamada “Machine Learning”  (ML) a esses vídeos. Isso permite que a captura de vídeo seja convertida em uma imagem holográfica em questão de milissegundos. É quase instantâneo.

Existem algumas implicações importantes aqui e a primeira é que isso pode ser usado para criar um avatar virtual holográfico que se parece e se move exatamente como nós. Dessa forma, quando estamos passando um tempo em um metaverso, as pessoas nos veem exatamente como somos. Teríamos controle sobre nosso próprio avatar em um metaverso da mesma forma que fazemos com um videogame.

Além do mais, os jogadores podem começar a usar sua própria imagem holográfica como um avatar em jogos populares como Fortnite. Em vez de brincar com um personagem fictício, seremos capazes de jogar como somos.

Outra aplicação é que essa tecnologia pode ser usada para transmitir palestras e performances ao vivo na forma holográfica. Como a tecnologia 8i pode converter o vídeo em tempo real, podemos basicamente transmitir a nós mesmos em um metaverso para reuniões, apresentações ou até mesmo shows.

Por exemplo, pense em músicos famosos e oradores públicos. No momento, eles têm que viajar para seus shows e eventos para se apresentarem pessoalmente. Isso permite que eles fiquem na frente de centenas ou milhares de pessoas ao mesmo tempo. Com a tecnologia 8i, esses artistas poderão transmitir suas performances de seu próprio estúdio para milhões de pessoas em todo o mundo. A transmissão pode ser enviada para um palco ao vivo em locais físicos com a presença de um público. Isso permitiria que o mesmo evento ocorresse em muitos locais diferentes ao mesmo tempo.

Da mesma forma, a transmissão poderia ser enviada para uma sala em vários metaversos, onde as pessoas poderiam comparecer com seus próprios avatares digitais. Isso transcende totalmente a localização física.

De repente, as apresentações populares “ao vivo” podem chegar a centenas de milhões, até bilhões de pessoas, simultaneamente. Este é um conceito incrivelmente poderoso. E essa tecnologia não se limita a essas aplicações comerciais. Os consumidores também podem tirar proveito disso. Em breve, teremos a capacidade de nos “transportar” para locais físicos e virtuais a qualquer momento.

E poderíamos usar essa mesma tecnologia para chegar à nossa reunião de família, mesmo quando não formos capazes de viajar fisicamente pessoalmente. E sim, isso será muito melhor do que uma chamada de Zoom! O resultado final é que a tecnologia de imagem holográfica se tornará uma tendência importante à medida que o espaço do metaverso continua a crescer e amadurecer.

Se você gosta da temática “tecnologia” e futuro, a nossa edição 110, de Nov/Dez de 2021, teve o tema “Tecnologia” pela primeira vez em quase 20 anos de Soul Brasil. Lá você encontra vários artigos interessantes sobre NFT, criptomoedasmetaverso, o que se pode esperar em um futuro próximo com 5G e Robótica, e muito mais! E o melhor, você pode ler gratuitamente clicando aqui.

*Quer ser especialista em criptomoedas e aprender a fazer investimentos seguros? Nós criamos um treinamento completo sobre criptomoedas, como funcionam, como negociar, como criar a carteira ideal, como trocar, e toda a tecnologia que envolve o negócio! Seja um MESTRE DAS CRIPTOMOEDAS! Acesse este link e compre o curso em preço promocional.

Facebook Comments