A família Lopes tem passado dias angustiantes em Salvador, na Bahia, após a morte de um membro da família nos Estados Unidos, no dia 03 de dezembro. Antenor Lopes, residente na terra do Tio Sam  há cerca de trinta anos, faleceu em Long Beach, Califórnia, e seu corpo está mantido no país há mais de duas semanas à espera da cremação para voltar para o Brasil.

O baiano Antenor tinha 56 anos, graduou-se no Santa Monica College, e morava com amigos, pois sua família reside no Brasil. Ele foi em busca do sonho da mudança de vida quando a empresa para qual trabalhava o convidou para trabalhar na Califórnia no setor automobilístico. Mais recentemente, Antenor ficou desempregado, porem não abandonou o sonho de buscar uma vida melhor. Continuava sua batalha e buscando um novo emprego.

Infelizmente, esse sonho foi interrompido no dia 03 de dezembro com sua morte prematura, porém de causas naturais. No entanto, o corpo precisa ser cremado, mas a família não tem condições de arcar com os custos da cremação e consequentemente, do transporte de volta para o Brasil. Diante desta situação, Lais Lopes, sobrinha de Antenor, entrou em contato com o Consulado do Brasil em Los Angeles e foi orientada a buscar a empresa Padref para auxiliar nos trâmites necessários para o transporte das cinzas para Salvador.

A Padref,  empresa especializada em assessoria em repatriação funerária aos brasileiros que vivem nos EUA, de imediato criou um fundo  para recolher doações de quaisquer valor para que Antenor possa ser cremado e as suas cinzas sejam levadas para a Bahia com segurança.

O objetivo da família Lopes é conseguir arrecadar U$1.600,00 dólares para cremar e transportar as cinzas para a Bahia. Se você puder contribuir com qualquer valor será de suma importância neste momento de dor que a família tem atravessado. Toda e qualquer contribuição, na medida das possibilidades de cada um, serão muito valiosas. Para doar, clique aqui.

Facebook Comments