O time do New England Patriots, equipe hexacampeã do Super Bowl, utilizou seu avião particular para viajar à China e adquirir 1,2 milhões de máscaras de proteção. Elas serão distribuídas por diversos hospitais pelo estado de Nova York, que concentra cerca de 20% dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos.

O custo estimado da operação do Patriots é de 2 milhões de dólares (aproximadamente R$ 10,4 milhões). O investimento foi feito pessoalmente pelo dono da franquia, Robert Kraft. Ele cedeu o Boing 767 do clube, que partiu na quarta-feira (01) de Shenzhen, na China, em direção à região de Boston.

Para este voo internacional, a aeronave beneficiou de uma isenção de quarentenas, mas, para isso, a tripulação não saiu do avião durante as três horas que durou o carregamento na pista chinesa.

“No mundo de hoje, aqueles que têm a sorte de fazer a diferença têm uma responsabilidade significativa de fazê-lo com todos os ativos que temos disponíveis”, disse, em entrevista, Robert Kraft.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil. Dos casos de infeção, cerca de 180.000 são considerados curados. Nos EUA, de acordo com um levantamento da Universidade Johns Hopkins na quarta-feira (01), o número de mortos pelo coronavírus chegou a 5.110 e o total de confirmados chegou a 215.417

Facebook Comments